Dia do Combate da Poluição por Agrotóxicos

Há exatamente 27 anos, no dia 11 de janeiro de 1990 e então presidente da república José Sarney estabeleceu um decreto que determinou mais rigor no registro, controle e inspeção de agrotóxicos produzidos no Brasil. A partir daí a data ficou conhecida como o Dia do Combate da Poluição por Agrotóxicos, e passou a contar na agenda do Ministério do Meio Ambiente.

A data não inspira motivos para comemoração mas sim para reflexão sobre o uso indiscriminado de agrotóxicos, o que prejudica a saúde de quem planta e de quem consome os alimentos. O uso de agrotóxicos na produção de vegetais e frutas além de contaminar os alimentos que consumimos ainda agride o solo, a água e a vegetação, provocando a contaminação ambiental.

De acordo com a UNESCO, cerca de 15% de todas as doenças tem origem por envenenamento por algum elemento químico ou pesticidas usados na produção vegetal. Parece pouco mas o número é alarmante se levarmos em consideração a enorme quantidade de alimentos consumidos diariamente no mundo. A intoxicação por agrotóxicos pode não ser provocada apenas pela ingestão de alimentos como também pode ser absorvido através do contato com a pele (manuseio) ou através da respiração.

Até pouco tempo atrás doenças como câncer, neurológicas e más formações congênitas eram consideradas como sendo de “causas desconhecidas” porém estudos na área da Saúde Ambiental (que estuda o papel do meio ambiente na saúde humana) colocam o agrotóxico como grande vilão na causa desta doenças. O uso abundante destes venenos implicam em grau elevado de poluição ambiental mas principalmente nos coloca em grande risco de saúde devido a poluição ambiental e a intoxicação humana.

Neste 11 de janeiro vamos refletir sobre o nosso papel neste cenário.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Deixe seu comentário abaixo